Associação dos Mecânicos de Vôo da Varig
Quinta-Feira, 25 de Maio de 2017

23/06/2009

Notícias Anteriores

Zero Hora
23/06/2009

Trip Linhas Aéreas terá mais voos a partir de Porto Alegre
Empresa terá novos jatos Embraer 175 e turbo-hélices ATR-72 500 para 68 passageiros

A Trip Linhas Aéreas aumentará nas próximas semanas o número de voos que partem de Porto Alegre. Os novos destinos serão Foz do Iguaçu (PR), Santos Dumont (Rio de Janeiro), Londrina (PR), Cuiabá (MT), Manaus (AM), Juiz de Fora (MG) e mais nove cidades do Norte e Centro-Oeste.

A empresa aérea regional terá novos jatos Embraer 175 e turbo-hélices ATR-72 500 para 68 passageiros. A companhia possui 25 aeronaves e, com as novas rotas, passa a operar em 73 cidades. A meta é encerrar 2009 com uma frota de 30 aviões, o que permitirá voar em 80 cidades.

 

 

Mercado e Eventos
23/06/2009

United Airlines irá demitir 600 funcionários

A companhia aérea norte-americana United Airlines informou que decidiu demitir mais 600 funcionários, alegando uma adaptação ao mercado. Os 600 empregos representam cerca de 4% do total de funcionários da empresa aérea, que conta hoje com 13.500 empregados.

No ano passado, a United Airlines já havia demitido 1.500 funcionários. Segundo Megan McCarthy, porta-voz do grupo, em 2008 ocorreram "saídas voluntárias e esperamos obter novas demissões espontâneas" agora.

Os funcionários tem até 31 de agosto para decidir se aderem ou não ao programa de demissão voluntária.

 

 

Mercado e Eventos
23/06/2009

Airbus entrega primeiro A320 fabricado na China

A Airbus entregou hoje (23/06) em Tianjin, perto de Pequim, o primeiro de seus aviões A320 produzido na China, em sua única fábrica fora da Europa, e que entrará em atividade comercial na quarta-feira.

Em uma cerimônia para mais de mil convidados, o avião foi entregue oficialmente ao proprietário, a Dragon Aviation Leasing, e à companhia regional que vai explorar a aeronave, Sichuan Airlines.

"Estabeleceremos um futuro forte com e para a indústria aeronáutica chinesa", declarou o presidente da Airbus, o alemão Thomas Enders. O prefeito de Tianjin, Huang Xinguo, citou um "dia histórico" para a cooperação China-Europa.

 

 

O Estado de São Paulo
23/06/2009

Mortes foram por impacto
Equipe prepara embalsamamento das três primeiras vítimas
Angela Lacerda

Politraumatismo. Essa foi a causa da morte de 3 das 50 vítimas do voo 447 da Air France que tiveram os corpos resgatados na operação de buscas. Isso significa que as três vítimas - uma mulher e dois homens, todos brasileiros - sofreram lesões traumáticas provocadas por forte impacto. A informação foi dada ontem pelo médico José Calvo, chefe de equipe da empresa paulista Aespe (Atendimento Especial ao Esquife), contratada por uma seguradora da Air France para o embalsamamento dos corpos. O trabalho está sendo realizado no Cemitério e Funerária Morada da Paz, no município metropolitano de Paulista.

"Todos estão diagnosticados, têm uma causa de morte bem definida", afirmou o médico, com base no trabalho dos legistas. "As lesões compatíveis com a causa da morte foram muito bem documentadas, radiografadas, com técnica considerada adequada, e constam de laudo necroscópico, certidão de óbito e atestado de óbito." A força-tarefa que atua no Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife só vai pronunciar-se oficialmente sobre as causas dos óbitos ao término das necropsias nos 50 corpos resgatados, o que deve ocorrer até o fim deste mês. Calvo destacou, porém, que não se pode deduzir a causa do acidente com base nas mortes dessas três vítimas. Elas estão entre as 11 primeiras identificadas pela força-tarefa.

Os corpos só são encaminhados ao Morada da Paz quando há liberação do IML, mediante assinatura de atestado de óbito por familiares ou representantes legais. Até a noite de ontem, nenhum outro dos corpos identificados havia chegado para embalsamamento. Parentes de uma das vítimas estiveram no Morada da Paz. Um deles quis ver o corpo, mesmo tendo conhecimento do seu estado. Ele se mostrou visivelmente abatido depois de ter a vontade realizada.

ÚLTIMO CORPO

O quinquagésimo corpo recolhido na área de buscas, a cerca de 1.450 quilômetros do Recife, chegou ontem ao Porto do Recife, a bordo do navio-tanque Almirante Gastão Motta, da Marinha brasileira. O corpo, resgatado pelo navio francês Mistral no dia 16, foi imediatamente levado ao IML, onde já se encontravam os outros 49 cadáveres.

Responsável pelo abastecimento de combustível de embarcações brasileiras e francesas que se encontram na região de buscas, o navio-tanque também desembarcou despojos - fragmentos que só poderão ser confirmados como partes de corpos humanos depois de exames dos peritos legistas - e mais de 20 destroços. Esses foram recebidos por representantes do BEA, o escritório francês que investiga as causas do acidente.

 

 

Folha de São Paulo
23/06/2009

Perícia aponta mortes por politraumatismo no voo 447, diz médico
José Calvo, que atua no embalsamento, diz não ser possível associar as lesões a uma causa do acidente
FÁBIO GUIBU
DA AGÊNCIA FOLHA, EM RECIFE

A perícia feita nos corpos de três das 11 vítimas já identificadas do voo 447 da Air France revela que elas morreram em consequência de politraumatismo, ou seja, de lesões provocadas por forte impacto.

É o que afirmou ontem o médico José Calvo, chefe da equipe responsável pelo embalsamento dos corpos, que serão levados de Recife (PE) aos Estados e países de origem.

"A causa da morte foi definida pelos legistas do IML (Instituto de Medicina Legal) de Pernambuco", disse. "Consta em laudo necroscópico, certidão de óbito, atestado de óbito."

A Secretaria da Defesa Social de Pernambuco informou que os peritos do IML e da Polícia Federal só comentarão o resultado dos exames após a identificação de todas as vítimas.

Calvo trabalha na empresa contratada para o serviço de embalsamento.

Segundo o médico, apesar de as lesões que provocaram as mortes terem sido "muito bem documentadas", não é possível associá-las a uma provável causa do acidente aéreo.

"Não se pode generalizar, fazer uma conotação filosófica de possível causa, porque há toda uma dinâmica de engenharia e de perícia", afirmou.

Os três corpos, todos de brasileiros, estavam sendo embalsamados ontem no cemitério Morada da Paz, em Paulista (região metropolitana de Recife) e deverão ser liberados hoje às famílias. Outras oito vítimas também já identificadas -uma delas estrangeira- passarão pelo mesmo procedimento de preparação nos próximos dias.

Desde o desaparecimento do Airbus, em 31 de maio, as equipes de resgate encontraram os corpos de 50 das 228 pessoas que estavam a bordo. O último deles chegou ontem a Recife, no navio-tanque Gastão Motta.

A embarcação trouxe ainda cerca de 20 pedaços do avião, bagagens e um saco com supostos fragmentos de corpos.

As buscas no mar prosseguem, mas o aparato utilizado na operação vem sendo reduzido aos poucos.


Página Principal