Associação dos Mecânicos de Vôo da Varig
Sexta-Feira, 28 de Abril de 2017

20/03/2010

Notícias Anteriores

Site A Tarde Online
20/03/2010

Hotel da Bahia irá a leilão dia 15 de abril

O prédio do Hotel da Bahia deverá ir a leilão no dia 15 de abril. De acordo com o Instituto Aerus, proprietário do prédio, o edital de convocação está na fase de ajustes finais e deverá ser publicado no próximo dia 25.

Neste sábado, 20, foi a vez da rede Tropical Hotéis levar os bens, como móveis, obras de arte e equipamentos para leilão. Não houve compradores para a escultura de Mário Cravo Jr. que fica na entrada do Hotel. Diferente da informação inicial de que os produtos seriam oferecidos em lances livres, o leiloeiro estabeleceu um mínimo de R$ 25 mil.

Conforme o interventor responsável pela administração do Aerus, Aubiérgio Barros, não se chegou a fechar um acordo para que o prédio e a mobília fossem leiloados juntos. “No primeiro momento, a ideia pareceu agradar a eles, mas houve um recuo depois”, explica.

Entretanto, ele não acredita em dificuldades para vender o prédio, pelo fato de o mesmo estar vazio. “O hotel passou um longo período sem realizar reformas e é possível que a empresa que o adquirir tivesse que trocar muita coisa”, avalia.

Segundo ele, grupos com marcas fortes no mercado turístico tem buscado informações sobre o imóvel. No início deste mês, o secretário do Turismo, Domingos Leonelli, confirmou ter recebido a visita de um representante da operadora CVC. “Eles veem no Hotel da Bahia o potencial para um empreendimento de alto luxo, como o Copacabana Palace”, comparou o secretário, na época.

As condições para a venda do imóvel serão detalhadas após a publicação do edital de convocação, prevista para o dia 25. “O documento já está pronto e nós estamos apenas realizando alguns ajustes finais e mandar para publicação”, explica o interventor. “O dia 15 de abril é a data dentro de nossas previsões porque precisamos de um intervalo de 20 dias após a publicação do documento”, diz.

 

 

O Estado de São Paulo
20/03/2010

Greve faz British Airways cancelar mais de mil voos
AE-AP Agencia Estado

LONDRES - A British Airways cancelou mais de mil voos em decorrência da greve de três dias iniciada hoje. O presidente da companhia, Willie Walsh, por meio de um vídeo no site Youtube, pediu desculpas pela ocorrência da primeira greve em quase 15 anos, dizendo que este é "um dia terrível para a British Airways".

A greve, apoiada por alguns sindicatos nos Estados Unidos, na Alemanha e na Espanha, pode prejudicar o Partido Trabalhista britânico nas eleições gerais, pouco antes do mês de junho. O primeiro ministro Gordon Brown irritou o sindicato Unite, um importante doador político, chamando-o de "deplorável". Ontem, ele havia dito que iria interromper a greve.

A companhia aérea está procurando encaminhar passageiros para outros voos ou até mesmo para empresas rivais, mas ainda precisa realocar mais da metade dos 1.950 voos agendados no período em que a greve deve ocorrer. Na manhã de hoje, o aeroporto londrino Heathrow estava praticamente deserto. O serviço de trem entre Londres e o continente europeu, o Eurostar, deve ficar cheio, com a esperada procura por rotas alternativas.

A British advertiu que a interrupção nos serviços deve se estender por mais dias, além dos três de greve, em face dos efeitos dos atrasos dos vôos. Isso pode perdurar até o fim da segunda greve, planejada para entre 27 e 30 de março.

Analistas estimam que a British Airways já perdeu mais de 25 milhões de libras (US$ 37 milhões) por causa de cancelamentos e custos de contingenciamento. As duas greves - a atual e a planejada - combinadas podem custar mais de 63 milhões de libras (US$ 95 milhões) para a empresa.

Proposta

Ontem, a companhia fez uma nova proposta aos trabalhadores, oferecendo um aumento de 3% no próximo ano e no seguinte, e um aumento atrelado à inflação em 2013 e 2014, limitado a 4%. O sindicato Unite diz que não foi adequadamente consultado sobre as alterações.

"Estamos no limbo", disse Susan Danby, funcionária de uma escola na cidade inglesa de Hull. O voo dela, para Las Vegas (EUA), está agendado para 29 de março, para celebrar com amigos seus cinquenta anos de idade. "Esta é nossa viagem dos sonhos. Planejamos por anos e reservamos em agosto passado", disse. "Todos nós queremos mais dinheiro e melhores condições, mas as pessoas não deveriam arruinar as férias dos outros", afirmou Danby.

Página Principal