Associação dos Mecânicos de Vôo da Varig
Quinta-Feira, 27 de Julho de 2017

18/03/2010

Notícias Anteriores

Site A Tarde Online
18/03/2010

Obras de arte do Hotel da Bahia vão a leilão

Uma escultura de Mario Cravo Jr. está entre os aproximadamente 300 lotes que serão leiloados do Hotel da Bahia pela rede Tropical Hotéis neste sábado. Móveis, utensílios e obras de arte serão colocados à disposição de interessados a partir das 10h no Salão Atlântico, com lances livres, de acordo com a direção da rede. As obras de Carybé e Genaro de Carvalho, avaliadas em mais de R$ 1,650 milhão estão fora do leilão, de acordo com informações da Tropical, do Fundo de Investimentos Aerus (dono do prédio) e a Secretaria do Turismo (Setur).

De acordo com o Sindicato dos Funcionários em Hotéis e Restaurantes da Bahia, ainda não houve acordo para o pagamento das rescisões dos 142 trabalhadores, cujo valor seria de R$ 1,1 milhão.

O ex-gerente do Hotel da Bahia Luciano Ferreira, que permanece como funcionário da Tropical Hotéis, informa que a escultura de Mario Cravo Jr. que será leiloada é de propriedade do grupo. “As obras de Carybé e Genaro pertencem ao prédio”, afirma. De acordo com Ferreira, não será estabelecido um lance mínimo para o leilão dos aproximadamente 300 lotes.

No prédio - De acordo com Aubiérgio Barros, que está à frente da intervenção federal no Instituto Aerus, proprietário do prédio onde funcionava o Hotel da Bahia, em nenhuma hipótese os quatro painéis de Carybé e a tela de Genaro serão vendidas separadas do restante do prédio. “Existe um leilão sábado agora de cadeiras, colchões, camas e alguns objetos de decoração, mas as obras de Carybé e Genaro de Carvalho são patrimônio do Instituto Aerus e serão mantidas no prédio, dentro do processo de leilão do imóvel”, explica.

A expectativa é que o prédio vá a leilão no próximo mês de abril. No dia 5 deste mês, o secretário de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, e Aubiérgio Barros, informaram à imprensa que chegaram a um acordo para garantir que o prédio onde funcionava o Hotel da Bahia continue a abrigar um empreendimento do gênero. Na ocasião, a Setur informou a existência de um acordo entre a rede Tropical e o Aerus para que o hotel fosse a leilão “montado” – ou seja, com todos os seus bens e utensílios. Fato não confirmado pela rede Tropical. O superintendente comercial, de marketing e vendas da Tropical, Eduardo Pereira, reconheceu que havia possibilidade de um acordo, mas que ainda não tinha sido procurado.

“É uma atitude equivocada deles, mas estão fazendo uma besteira contra eles mesmos”, avalia Leonelli, em relação à realização do leilão neste momento. Para o secretário, seria mais interessante para todos, inclusive para a rede Tropical, que o leilão acontecesse mais adiante.

A Setur e o Aerus chegaram a um acordo para garantir que o local continue a operar como hotel. O governo vai oferecer por meio da Desenbahia um financiamento para quem arrematar o prédio de até R$ 15 milhões para a modernização do local.

Polêmica - Ao falar sobre a polêmica em torno do fechamento do Hotel da Bahia, o secretário não esconde o desconforto, já que o fechamento de hotéis vem sendo colocado como sinal de possíveis problemas no turismo baiano. “A rede Tropical vai mal no Brasil inteiro. Eles perderam o empreendimento mais lucrativo do grupo, que era do Foz do Iguaçu”, lembra Domingos Leonelli. “O poder público pressionou para manter o empreendimento no ramo hoteleiro”, responde. Segundo Leonelli, nos últimos três anos, quando foram fechados dois hotéis, foram abertos outros seis. “O governo não interfere na gestão privada”, diz.

 

 

Site Panrotas
18/03/2010

Boeings 767 ficam na Gol até 2013, diz Constantino Jr


CONFINS (MG) – Os três Boeing 767 da frota da Gol, que operam com a marca Varig, ficam na empresa até 2013. “Os 767 serão utilizados até lá nas operações de fretamentos.”

“Depois de encerrados os contratos dessas aeronaves, não temos a intenção de que esses jatos permaneçam na companhia”, revelou o presidente da Gol, Constantino de Oliveira Júnior, durante entrevista coletiva, após inaugurar o Hangar 3 do Centro de Manutenção.

 

 

Site Panrotas
18/03/2010

Gol moderniza Boeing 767, que terão classe única

CONFINS (MG) – Os três Boeing 767 da frota da Gol, que operam com a marca Varig, estão sendo modernizados. “Até junho, os três jatos estarão prontos e com uma grande novidade: todos terão uma classe apenas, a econômica”, adiantou o presidente da Gol, Constantino de Oliveira Júnior, durante entrevista coletiva, após inaugurar o Hangar 3 do Centro de Manutenção.

Segundo Constantino, dessa forma, as aeronaves passarão a ter 262 poltronas em vez das atuais 210/214 poltronas. “Com essa nova configuração, inclusive, vai ser melhor para trabalhar com as operadoras”, destacou o presidente da aérea. “Teremos um produto imbatível.”

Atualmente, no Centro de Manutenção, há um 767 já recebendo as melhorias.

Página Principal