Associação dos Mecânicos de Vôo da Varig
Domingo, 20 de Agosto de 2017

16/12/2009

Notícias Anteriores

Agência Senado
PLENÁRIO / Pronunciamentos
16/12/2009 - 16h54

Paim registra protesto de aposentados e pensionistas do Fundo Aeros

Protesto realizado hoje (16) no Rio de Janeiro por aposentados e pensionistas do Fundo Aeros foi registrado em Plenário pelo senador Paulo Paim (PT-RS). No protesto,foram colocadas na praia de Copacabana 1.735 cruzes simbolizando os que já faleceram aguardando a regularização dos benefícios do fundo criado pelas extintas companhias Vasp, Transbrasil e pela antiga Varig.

Paim classificou o movimento como "emocionante", uma vez que foi realizado pelos beneficiários que estão "na expectativa de que haja uma solução definitiva para um acordo judicial promovido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), para que voltem a receber a integralidade dos salários quando na ativa".

De acordo com o senador, já há alguns anos eles estão recebendo somente 8% do que teriam de direito. A tendência, advertiu, é a de que se tudo continuar acontecendo, é que passarão a receber nada. São homens e mulheres que deram sua vida à Varig, Vasp e Transbrasil e que, devido a não fiscalização dos governantes deixou de ser cumprida liminar determinando o recebimento integral dos benefícios.

- A tristeza, a angústia e a desesperança estão matando os participantes destes fundos, conforme mostram estatísticas - disse o senador, lembrando que a maioria dos reivindicantes dos protestos são pessoas na faixa de idade 60, 70, 80 e até 90 anos.

 

 

G1 - O Globo
16/12/2009 - 10:38h

Beneficiários de fundo de pensão fazem protesto em Copacabana
Eles fincaram 1.735 cruzes de madeira na areia de praia.
Eles reclamam da demora nas negociações com o governo.

Num protesto contra a lentidão do governo na assinatura do acordo que irá resolver problemas de aposentados, pensionistas e beneficiários do Aerus (fundo de pensão dos aeroviários) instalaram 1.735 cruzes de madeira na praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio. Eles representam os participantes e beneficiários do Aerus, falecidos desde a implantação do Fundo de Pensão, em 1982.

Desde abril, os beneficiários do Aerus afirmam que aguardam a elaboração de um acordo para solucionar o problema da redução nas aposentadorias e do passivo trabalhista. Mas só agora, no final de novembro, a Advocacia Geral da União (AGU) apresentou um relatório preliminar, que aponta a insuficiência de recursos para cobrir a dívida da Varig com a União.

Com isso, não sobrariam recursos para o Aerus. Este resultado está sendo contestado pelos representantes dos beneficiários.

Página Principal