Associação dos Mecânicos de Vôo da Varig
Quarta-Feira, 13 de Dezembro de 2017
08/08/2009

Notícias Anteriores

Site Último Segundo
08/08/09 - 17:35h

Choque entre helicóptero e pequeno avião em Nova York deixa nove mortos
AFP

Nove pessoas podem ter morrido neste sábado após o choque entre um helicóptero e um pequeno avião sobre o rio Hudson, em Nova York.

O prefeito da cidade, Michael Bloomberg, disse que duas mortes foram confirmadas e que não há esperanças de encontrar sobreviventes após o acidente ocorrido ao meio-dia (13h00 de Brasília), que foi testemunhado por moradores da região.

O helicóptero transportava cinco turistas italianos e um piloto. No avião, além do piloto, viajavam dois passageiros, incluindo uma criança, ressaltou Bloomberg em uma entrevista coletiva à imprensa transmitida ao vivo pela televisão.

"Não acreditamos que eles tenham conseguido sobreviver", declarou o prefeito, indicando que apenas dois corpos haviam sido encontrados até o momento no rio Hudson, que banha a margem oeste da ilha de Manhattan.

"Isto deixou de ser um resgate para se tornar uma missão de recuperação", acrescentou o prefeito, com o semblante sombrio e cercado por membros das equipes de emergência.

Segundo testemunhas, as aeronaves caíram na água como "uma pedra" e não houve nem barulho, nem fumaça ou fogo. Outros disseram ter ouvido o impacto do metal na água, que soou como "um trovão".

Bloomberg disse que destroços das aeronaves acidentadas haviam sido encontrados pelos mergulhadores, que trabalhavam em condições perigosas e com pouca visibilidade.

O avião tinha decolado do aeroporto Teterboro, em Nova Jersey, e o helicóptero pertencia a uma companhia que oferece serviços a turistas.

A colisão ocorreu em um corredor aéreo muito usado por aviões comerciais, particulares e helicópteros de turismo.

 

 

Coluna Claudio Humberto
08/08/2009 - 17:24h

Índice nos atrasos de voos cai 3,1%

O índice nos atrasos de voos caiu 3,1% nos últimos 12 meses. Segundo dados da Infraero, em julho de 2009, o indicador de atrasos para os voos regulares foi de 12,3%. Em julho de 2008, o mesmo índice fora de 15,4% e, no mesmo mês em 2007, chegara a 42,7% dos voos. Entre as cinco maiores companhias aéreas nacionais em transporte regular de passageiros, apenas a Webjet, com 20,8% de atrasos, ficou com índice acima do total de 12,3% do país.

O melhor desempenho no mês passado foi da Azul (8,21%), seguida por Gol/Varig (10,1%), TAM (10,8%) e OceanAir (11,4%). Nas companhias internacionais com mais de 50 voos semanais no Brasil, as que apresentaram menos atrasos em julho foram Taca Peru (3,4%), Lan Express (4,3%), Copa (6,2%), Lan Chile (6,2%), Pluna (9,3%) e United Airlines (10,0%). O atraso médio de todas as estrangeiras que operam no Brasil ficou em 16,0% em julho.

 

 

Site Terra
08 de agosto de 2009 • 11h33

Problema técnico obriga avião a pousar em Campinas

O voo JJ 3129 da TAM, que saiu de Vitória (ES) às 6h15 deste sábado, teve de trocar o local do pouso em função de um problema técnico. Previsto para aterrissar no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, o avião pediu permissão para descer em Viracopos, Campinas (SP).

Segundo informações do aeroporto de Congonhas, a escolha se deu porque a pista de Viracopos é mais longa que a da capital paulista, o que garantiria maior segurança no pouso. Os detalhes do problema, no entanto, não foram divulgados pela companhia aérea.

De acordo com o setor de check-out da TAM, não houve turbulência ou despressurização da cabine durante o voo. A aeronave, um Airbus A319, levava 38 pessoas, que foram conduzidos até Congonhas por via terrestre. O avião chegou a Campinas às 7h45, dois minutos antes do horário previsto para o pouso em São Paulo.

O passageiro Luca Ferraço conta que a turbina direita começou a expelir fumaça minutos antes da aterrissagem. Além disso, "a aerovane necessitou da ajuda de um trator para ser deslocada da pista de pouso até o local de parada", diz ele.

Página Principal