Associação dos Mecânicos de Vôo da Varig
Sexta-Feira, 28 de Abril de 2017

02/06/2009

Notícias Anteriores

Folha Online
02/06/2009 - 09h40

Avião da FAB encontra poltrona e boia em local de buscas a Airbus da Air France
da Folha Online

A FAB (Força Aérea Brasileira) informou nesta terça-feira que um avião radar utilizado nas buscas ao Airbus da Air France desaparecido desde domingo (31) localizou poltrona, boia de cor laranja, tambor, querosene e óleo. O material, no entanto, ainda não foi retirado das águas.

As peças serão analisadas em busca de um código de série para saber se são do Airbus que fazia o voo AF 447 com 228 pessoas a bordo --216 passageiros e 12 tripulantes. Entre os ocupantes do voo desaparecido estão 58 brasileiros, de acordo com a companhia aérea.

Segundo o coronel Jorge Amaral, subchefe de comunicação da FAB, duas aeronaves realizaram buscas ao Airbus durante a madrugada. "Não podemos confirmar que é a aeronave da Air France. É necessário que sejam retiradas das águas essas peças", afirmou.

Buscas

O coronel informou que, por volta das 1h, um avião de vigilância R-99, dotado de um radar, detectou que havia materiais metálicos e não metálicos flutuando no oceano. As coordenadas geográficas foram marcadas e indicaram que elas estavam a 650 km do arquipélago de Fernando de Noronha.

Mais tarde, por volta das 5h30, um outro aparelho, um C-130, encontrou materiais distantes 60 km. Entre os objetos encontrados estavam uma poltrona, pequenos pedaços brancos metálicos, uma boia branca, um tambor e vestígios de óleo e querosene.

Amaral informou que os trabalhos de busca vão se concentrar nessas coordenadas encontradas pela aeronave R-99 para que as peças possam ser retiradas das águas e, posteriormente, analisadas para se saber se de fato são ou não do Airbus A330-200.

Reconhecimento

Após retirar os objetos das águas as equipes irão analisar se eles possuem um número de série que possam indicar se pertencem ou não ao aparelho.

Amaral ressaltou que a quantidade de material encontrado até agora é pequena se comparada ao porte do jato.

Se confirmadas que as peças pertencem ao aparelho as equipes vão redirecionar os seus trabalhos para resgate de outras partes do Airbus que possam indicar o que ocorreu no voo AF 447.

Questionado a respeito de qual país irá conduzir as investigações sobre as causas do sumiço do avião, o subchefe disse que esse assunto ainda será discutido pelo Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

Voo 447

O voo 447 da Air France desapareceu sobre o oceano Atlântico na noite de domingo (31), com 228 pessoas a bordo --216 passageiros e 12 tripulantes. De acordo com a companhia área, há 58 brasileiros entre os ocupantes.

O avião decolou por volta das 19h do aeroporto Tom Jobim, no Rio, com destino a Paris e fez o último contato com o comando aéreo brasileiro por volta das 22h30 de domingo.

 

 

Folha Online
02/06/2009 - 08h42

Aeronáutica identifica manchas de óleo e sinais metálicos a 720 km de Fernando de Noronha
MÁRCIO FALCÃO
da Folha Online, em Brasília

A Aeronáutica informou nesta terça-feira que seus radares identificaram manchas de óleo e sinais metálicos a 720 km de Fernando de Noronha (PE). A Aeronáutica avalia a possibilidade desses sinais serem destroços do avião da Air France que desapareceu domingo no trajeto Rio-Paris.

No entanto, a Aeronáutica informou que a confirmação só poderá ser feita amanhã, com a chegada de navios ao local.

Os sinais metálicos e manchas de óleo estão próximos do arquipélago de São Paulo e São Pedro. O local coincide com o relato de um piloto da TAM, que disse ter avistado sinais amarelos (que poderiam ser fogo) nessas imediações.

O voo AF 447 decolou por volta das 19h de domingo (31) do aeroporto do Galeão (Tom Jobim, no Rio) e deveria pousar no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, por volta das 11h local de segunda (6h de Brasília).

Em nota, a empresa afirma que a aeronave "cruzou uma zona com forte turbulência" por volta das 23h (horário de Brasília) e enviou alerta automático sobre problemas no circuito elétrico às 23h14.

O avião tinha 228 pessoas a bordo. Dessas, 216 eram passageiros e 12 eram tripulantes.

 

 

Estadão
02/06/2009

Quatro aviões da FAB retomam buscas por avião da Air France
Aviões não encontraram nada na madrugada; morador de Fernando de Noronha informa sobre vestígios, diz TV
Rosana de Cassia, de O Estado de S. Paulo

BRASÍLIA - Quatro aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) iniciaram nesta terça-feira, 2, o segundo dia de buscas pelo Airbus da Air France, que desapareceu no último domingo com 228 a bordo. A FAB sobrevoa a área sobre o Oceano Atlântico, a 1.200 quilômetros de Natal, onde teriam sido vistos pontos luminosos, segundo a tripulação de um avião da TAM, e "objetos boiando no mar", segundo José Carlos Pereira, oficial da Aeronáutica e ex-presidente da Infraero, que podem ser vestígios do avião.

Também teriam sido vistas manchas de óleo na área, a 870 quilômetros de Fernando de Noronha, segundo informações de um morador do arquipélago de Fernando de Noronha. Durante a madrugada, dois aviões que fizeram a varredura no local não encontraram nada, segundo o coronel Jorge Amaral, vice-chefe da Comunicação Social da Aeronáutica. Além dos aviões da FAB, uma aeronave francesa e outra norte-americana foram colocadas à disposição para auxiliar nas buscas.

Página Principal